O e-commerce de cervejas especiais Clube do Malte obteve investimento de R$ 1,9 milhão através de sistema de equity crowdfunding.

A rodada de investimento aconteceu através da plataforma Kria e resultou na maior comunidade de equity crowdfunding do país.

Com esta captação, a empresa irá consolidar a execução de quatro projetos que têm potencial para triplicar o faturamento do Clube do Malte, hoje próximo de R$ 13 milhões ao ano, e que deve chegar a R$ 40 milhões nos próximos cinco anos.

“Decidimos acelerar o crescimento da empresa para o próximo biênio. Para atingir essa meta, reestruturamos o nosso cap table (tabela de captação), abrindo uma janela de 20% de cotas em tesouraria, que serão divididas em duas rodadas de investimento. São 10% agora e mais 10% em uma segunda captação no final de 2019 ou 2020”, explica Douglas Salvador, CEO e fundador do Clube do Malte.

Alexandre Miyaki e Douglas Salvador, sócios do Clube do Malte

Alexandre Miyaki e Douglas Salvador, sócios do Clube do Malte

Sobre a captação

O projeto iniciou em janeiro deste ano. Dividido em duas etapas, a captação aconteceu inicialmente com a base de clientes e parceiros do Clube do Malte.

Posteriormente, no início de março, a empresa iniciou um road show para trabalhar com investidores de tíquete médio maior, como anjos, pequenos fundos ou family offices.

No final deste projeto, está prevista a criação do Conselho de Apaixonados por Cerveja (CAC), que terá Conselhos Técnico e de Gestão.

O CAC será composto por acionistas selecionados pelo board da empresa, e terá a missão de ar insights para os projetos do Clube do Malte.

Com mais de mil rótulos em sua plataforma, atualmente o Clube do Malte envia mais de 50 mil garrafas para todo o Brasil e possui mais de  7 mil cadastros ativos em seu e-commerce.