As cervejarias ciganas que produzirem por contrato nas instalações de grupos cervejeiros não serão consideradas independentes, afirma a Associação Brasileira de Cerveja Artesanal (Abracerva).

Conforme informou ao MalteMoney, o vínculo de ciganos com marcas comerciais infringe o Estatuto da Abracerva.

“Qualquer vínculo com um grupo multinacional, que produz em grande escala e que prejudica o segmento das artesanais, desqualifica o uso do termo independente”, afirmou a Abracerva.

Segundo o estatuto, são consideradas microcervejarias artesanais independentes as fábricas ou ciganos que produzem até 50 mil hectolitros por mês.