A AB InBev, maior grupo cervejeiro do mundo anunciou a construção de uma cervejaria em Moçambique para o segundo semestre de 2019.

A cervejaria terá capacidade de produção de 200 milhões de litros por ano.

O estabelecimento do grupo no país acontece meses após a Heineken, seu maior competidor de mercado, iniciar a construção de uma cervejaria em Moçambique avaliada em US$ 100 milhões.

Esta é a terceira cervejaria do grupo no continente. O grupo já produz os rótulos 2M e Laurentina no país.

Em coletiva de imprensa realizada nesta terça-feira, dia 8, Ricardo Tadeu, presidente da AB InBev África não revelou o custo para construção da cervejaria, porém adiantou que sua capacidade poderá ser expandida futuramente devido ao tamanho do terreno adquirido.

 

Fábrica da SABMiller em Moçambique, adquirida pela AB inBev

Fábrica da SABMiler em Moçambique, adquirida pela AB inBev

AB InBev na África

Para aumentar seu mercado no continente, em 2016 a AB InBev adquiriu o grupo SABMiller. O controle das operações acontece em Moçambique. O valor de aquisição foi de aproximadamente US$ 100 bilhões.

Em março deste ano, o grupo anunciou o investimento de US$ 100 milhões na construção de uma cervejaria na Tanzânia.

No mesmo mês, a AB InBev inaugurou uma cervejaria de US$ 250 milhões de dólares na Nigéria

Atualmente o grupo opera em 15 mercados no continente africano, nas regiões Sul, Leste e Oeste.