Meta é atingir capacidade total até dezembro; Cervejaria planeja lançar mais 3 rótulos em 2018

A cervejaria mineira Fürst Bier inicia 2018 com investimentos para se solidificar no mercado cervejeiro de Minas Gerais.

Localizada na cidade de Formiga (MG), a empresa pretende este ano ampliar seus rótulos e atingir produção de 25 mil litros mensais de cerveja até dezembro.

Em conversa com o MalteMoney, Paulo Furst, sócio-diretor da cervejaria, contou os planos para crescer no mercado e quais desafios barram o setor de um crescimento mais vigoroso no país.

Paulo Furst, sócio diretor da Furst Bier

Paulo Furst, sócio-diretor da Fürst Bier

Como está o mercado cervejeiro em Formiga e região?

Fürst: O mercado está crescendo aos poucos, em Formiga jé temos aproximadamente trinta cervejeiros caseiros. Esta movimentação ajuda na disseminação da cultura cervejeira.

Em um raio de 80 km de Formiga, existem vários bares especializados e três microcervejarias credenciadas pelo MAPA: a Divus de Divinópolis, a Naipe de Campo Belo e a Serrana Bier de Nova Serrana.

Nós também temos um bar focado em disseminar a cultura cervejeira na região. Aos poucos a cultura cervejeira se fortalece cada vez mais na região.

Qual a atual capacidade de produção da Fürst e quais regiões vocês atendem?

Fürst: Atualmente temos a capacidade produtiva de 12 mil litros por mês, sendo 9 mil litros de produção própria e 3 mil litros terceirizados. Nossa terceirização é destinada à produção de chopp pilsen para atender bares e deliveries da grande Belo Horizonte.

Atendemos em um raio de 180 km da fábrica, principalmente nas regiões de Divinópolis, Belo Horizonte e Tiradentes.  Também atuamos em vários Estados com vendas esporádicas, porém estas vendas não representam 5% de nossas vendas.

Rótulos de cerveja Fürst Bier, de Formiga (MG)

Alguns dos rótulos da Fürst Bier

Vocês estão ampliando a produção para 2018? Podem nos contar um pouco sobre os planos da Fürst para 2018?

Fürst: Para este ano estamos investimos em equipamentos novos e em infraestrutura. Nossa capacidade produtiva será de 25 mil litros por mês. A meta é atingir a comercialização mensal deste volume até dezembro deste ano.

Como planejamento, inicialmente queremos aumentar nossa participação de mercado em Minas Gerais, para depois atendermos outros Estados.

Vocês possuem 8 rótulos, sendo dois sazonais, existem planos para ampliação?

Fürst: Este ano planejamos o lançamento mais três rótulos, porém não definimos ainda os estilos. Acredito que levaremos ao mercado uma double IPA, uma imperial Stout e uma Weiss com especiarias.

Parte do novo equipamento da Fürst adquirido para expansão

Na sua opinião, como foi 2017 para o setor e quais desafios para continuar crescendo no mercado cervejeiro?

Fürst: O setor cresceu muito em 2017 e tem tudo para continuar neste ritmo, ainda mais agora com adesão das microcervejarias ao Simples Nacional.

Vejo a a logística e a prática desleal de preços dos grandes grupos como pontos que continuarão sendo um grande desafio a enfrentarmos.

Quem está à frente da produção na Fürst?

Fürst: À frente de nossa produção hoje está o meu irmão e sócio da cervejaria, Geraldo Magela Chaves Leite Junior. Ele possui graduação em engenharia de produção e formação em técnico em cervejaria pelo Senai de Vassouras em 2014. Porém, desde 2004 Geraldo ajudava na elaboração de cervejas, quando nossa produção ainda era caseira.